quarta-feira, 24 de abril de 2013

O Frio.... Tipos de frio.

Existe o frio de gelado, aquele referente à temperatura. O qual bem trabalhado gera aquecimento e coisas boas: sopa, edredom, cobertor de orelha, meia, chocolate quente. Um carinhoso conforto. Já, esse frio latente, sem reposição do calor dói nos ossos e pode causar doenças e resfriamentos. 
Frio que surge na barriga. Sabe qual? Aquele mesmo... Acontece em situações peculiares e extremas. Trabalhado de forma positiva proporciona felicidade, alegria, borboletas no estômago, sininhos em volta da cabeça e muita motivação. Caso contrário pode gerar um bloqueio, pânico ou ataque indefinido. Mais ou menos um socorro. Fuja loucoooo!!!
Já o frio interno, fincado no coração, é complexo e a única opção de aquecimento é a reflexão em como transformá-lo em um delicioso calor. Sem deixar oscilar facilmente pelas ações externas. É importante descobrir as causas desse resfriamento e agir de forma positiva visando aquecer essa locomotiva interna: Você!
Cuidado com o frio social, pois aqui pode imperar o individualismo ocasionado por uma postura social, proteção, preconceito ou fuga de responsabilidade ao próximo. Impedindo qualquer suposta exposição ao ridículo ou ações que tragam empatia e laços. Ausência de coragem em auxiliar ao próximo sem almejar algo em troca. Agir e ousar em dar o primeiro passo e acolher semelhante com características diferentes.
Use e aproveite do frio e transforme em ações calorosas e atípicas. Transformar é uma atitude de coragem. Principalmente quando busca enfrentar um desafio extremista onde objetiva alterar o frio gelado em conforto quente. No qual apenas coberta ou blusa não irá sanar. Perceba as ótimas escolhas que pode fazer e oferecer em sua vida. Um olhar, um aperto de mão, um longo abraço e enviar bons pensamentos positivos aquecem a alma tanto de quem recebe bem como de quem doa. Sucesso repleto de muito frio caloroso:)
 18.03.2013
Patricia Ulmann