quarta-feira, 1 de maio de 2013

Cartola - O Samba do Operário

1º de maio 



Se o operário soubesse
Reconhecer o valor que tem seu dia
Por certo que valeria
Duas vezes mais o seu salário
Mas como não quer reconhecer
É ele escravo sem ser
De qualquer usurário
Abafa-se a voz do oprimido
Com a dor e o gemido
Não se pode desabafar
Trabalho feito por minha mão
Só encontrei exploração
Em todo lugar

 Composição: Alfredo Português/ Cartola/ Nelson Sargento