terça-feira, 30 de abril de 2013

Como anda sua complacência ? ( Um texto que adorei compor e ajudou um muitos sentidos. Boa leitura )


“O não sentido das coisas me faz ter um sorriso de complacência. 
De certo tudo deve estar sendo o que é”.
Clarice Lispector

Esquecemo-nos de palavras que caem em desuso, possivelmente, por ausência de conhecimento ou pior por fuga. Tais palavras são importantíssimas em sua essência como geradoras de importantes pensamentos e direcionamentos de futuras ações.
Comodismo e tendência em sentir proteção produzida ilusoriamente pela construção da nossa zona de conforto? 
Atualmente qual percepção própria e social adota sobre a presença da complacência no dia a dia?
Será que está sendo realizada uma avaliação carinhosa sobre um tema tão valioso? O qual não avaliado gera descaso e pode acarretar no mínimo na falta de estímulos por desenvolvimento e impossibilitando o crescimento pessoal e consequentemente profissional. Pense nisso! 
Complacência é o sentimento de contentamento ou auto-satisfação, especialmente quando associado a uma falta de consciência dos perigos e problemas no ambiente.
Tendência usual para concordar com outra pessoa na intenção de agradá-la ou para parecer agradável. Ato ou comportamento baseado nessa tendência; gentileza. Ação baseada na condescendência ou realizada por certa submissão censurável.Na fisiologia, complacência é uma medida da resistência de um órgão oco ao recuo às suas dimensões originais com a remoção de uma força compressiva ou conciliador.
Como identificar pessoas complacentes? De fato não é fácil, pois às vezes também somos complacentes e quase nunca achamos que somos complacentes, pois sempre achamos que fazemos o que é certo e necessário.
Identificar pessoas complacentes não é fácil,  mas as indicações são simples: são pessoas – resistentes às mudanças – sempre possuem justificativas consistentes para a “não mudança” – que na maioria das vezes jogam a responsabilidade de algo errado ocorrido ao outro – que ficam seriamente ofendidas quando contrariadas – que tendem a avançar devagar mesmo nas situações que exijam mais agilidade – que raramente lançam iniciativas e novas idéias. Uma boa e saudável iniciativa é iniciar essea indentificação por você!!!
Qual é a principal e definitiva razão para se preocupar com a complacência?
“Porque pessoas que alcançaram o sucesso e que acreditam que ainda detêm o sucesso tendem a serem complacentes; não prestam mais atenção às grandes oportunidades e também não prestam atenção aos grandes e assustadores novos riscos.”





Patricia Ulmann
30.04.2013 – 22:52


Fonte: (WIKIPÉDIA; John Kotter, autor dos livros Liderando Mudança e Sentido de Urgência).